Diário de viagem: Primeiras impressões

Mudar de vida é algo que nem sempre é fácil em relação à adaptação, principalmente quando se trata de casos de mudanças de cidade ou de país. Recentemente vim estudar nos Estados Unidos, um país que não tem uma cultura extraordinariamente diferente do Brasil, mas que fazem a diferença no dia a dia e que nos fazem estranhar muito.

Nunca havia saído do Brasil antes (ok, uma vez passei um dia no Paraguai) e minha primeira surpresa foi em como os americanos são educados. Para absolutamente tudo você ouve: “sorry”, “excuse me”, “have a nice day”, “thank you”, “welcome” e tudo mais. Sim, isso acontece no Brasil também, mas só quem já veio pra cá vai entender que a diferença é gritante.

  
Confesso que eu não estou com dificuldade nenhuma de adaptação, mas com o passar do tempo você acaba descobrindo algumas coisas curiosas e é sobre isso que eu vou falar agora em forma de uma listinha completamente aleatória baseada na cidade em que eu vivo e não no país inteiro, ok?

1 – Papel higiênico na privada

Aqui não existe o costume de jogar papel higiênico na lixeira, mas sim direto na privada. Na real, eu já sabia disso e achei estranho, mas depois você percebe que faz muito sentido porque se formos refletir a fundo, deixamos o papel sujo por horas ou talvez dias ali do nosso lado, né? Acho que algumas cidades do Brasil têm esse costume, mas acredito que o saneamento não aguentaria se a população inteira fizesse isso.

2 – Desperdício de comida

Aqui o seu prato vem com BASTANTE comida. Você pede um prato só pra você, mas ele alimentaria tranquilamente duas ou até três pessoas que ficariam muito satisfeitas. Comer em fast food é MUITO barato, muito mesmo, e as porções são bem grandes também. Um dia pedi um prato de nachos por $5 mais ou menos e veio uma quantidade que as outras pessoas que estavam na minha mesa não precisariam ter pedido mais nada. E é claro que quase ninguém aguenta comer tanta comida assim e tudo vai pro lixo. Mas também existe a opção de levar o resto para casa, né? Os americanos adoram coisas descartáveis, muito copo, muito prato de papel, muito guardanapo, muitos sachês, etc.

3 – Limpeza

Pelo menos aqui na Califórnia, os apartamentos são construídos com drywall por ser uma opção segura por causa dos terremotos. Por isso, a limpeza aqui é muito delicada. Nem pense em jogar água no chão se não quiser molhar o apartamento do seu vizinho que está embaixo de você. O que eles mais usam aqui são lencinhos umedecidos de limpeza. Sim, tipo desinfetamente/desengordurante e essas porras tudo em forma de lencinho. Essas informações foram muito chocantes para mim. 

4 – Carro

Na maioria das cidades de Orange County, t o d o  m u n d o tem carro. Aqui em Irvine, você quase não vê pessoas na rua caminhando, nem mesmo em horário de almoço. Em um trajeto de, sei lá, 15 minutos, se eu vejo 3 pessoas na rua é muito. Eles evitam ter que caminhar algumas quadras e pegam o carro pra tudo e eu não estou julgando. 

5 – Ônibus

Como eu ainda não tenho um carro, dependo de carona e da minha bicicleta. Algumas vezes pego ônibus, mas o transporte público aqui não é bom e só se vê estudantes de universidade e pessoas mais humildes. Para pagar, você coloca dois dólares em uma máquina ao lado do motorista ou passa um cartão que vale a pena ser comprado só se a pessoa usa o ônibus todo dia. Mas a máquina não dá troco, então você precisa ter o dinheiro exato, seja em moedas ou notas.

Essas foram só algumas das minhas primeiras impressões em dois meses aqui. Prometo em breve falar sobre outros temas porque olha, assunto não falta por aqui!

Facebook: /anatalierosa
Twitter: /natalierosa
Instagram: natalie.rosa